BLOG CARGO MODAL

Ponte de acesso ‡ Dutra interditada na Marginal TietÍ sÛ ser· reaberta no fim de junho

Ponte de acesso ‡ Dutra interditada na Marginal TietÍ sÛ ser· reaberta no fim de junho

A gest„o do prefeito Bruno Covas (PSDB) prevÍ o dia 25 de junho deste ano como data de conclus„o da obra de recuperaÁ„o da ponte da marginal TietÍ, que d· acesso ‡ rodovia Presidente Dutra, interditada no dia 23 de janeiro deste ano pela prÛpria prefeitura devido a problemas estruturais.

De acordo com a gest„o Bruno Covas, a recuperaÁ„o da ponte que liga a pista expressa da marginal ‡ Dutra envolve uma sÈrie de serviÁos, como o reforÁo de dois pilares e recuperaÁ„o de duas vigas da estrutura. A Siurb (Secretaria Municipal de Infraestrutura Urbana e Obras) informou que "o valor estimado para a obra emergencial de recuperaÁ„o da ponte da Dutra È de R$ 10 milhıes".

Se, de fato, a obra for concluÌda no prazo estabelecido pela prefeitura, a ponte ficar· pouco mais de cinco meses interditada, prazo superior aos quatro meses de interdiÁ„o do viaduto da marginal Pinheiros, na altura do JaguarÈ, que ficou fechado entre 15 de novembro do ano passado e 16 de marÁo. Toda a recuperaÁ„o desse viaduto deve custar R$ 26,5 milhıes.

Em fevereiro, a GloboNews revelou que laudo elaborado pela prÛpria prefeitura apontou uma sÈrie de problemas estruturais na ponte de acesso ‡ Dutra, como infiltraÁ„o, corros„o e comprometimento de estabilidade.

Na tarde desta quarta-feira (3), promotores da HabitaÁ„o se reuniram com tÈcnicos da prefeitura para discutirem conclusıes de laudos estruturais j· realizados em pontes e viadutos da capital paulista.

JudicializaÁ„o
Desde novembro, quando parte da estrutura do viaduto da marginal Pinheiros cedeu, a prefeitura passou a ser alvo de uma sÈrie de questionamentos sobre o trabalho de manutenÁ„o das pontes e viadutos da capital paulista.

Atualmente, h· duas AÁıes Civis P˙blicas (uma da Promotoria do PatrimÙnio P˙blica e uma da Promotoria da HabitaÁ„o e Urbanismo) j· em andamento e pelo menos quatro inquÈritos civis instaurados, tambÈm no ‚mbito do PatrimÙnio P˙blico, que apuram as condutas de agentes p˙blicos de quatro gestıes municipais diferentes: Gilberto Kassab (DEM), Fernando Haddad (PT), Jo„o DÛria e Bruno Covas, ambos do PSDB.

FONTE: Portal de NotÌcias G1

  • 11/04/2019
  • Por Comunicação
Novidades em seu email:

Compreendo e aceito que os meus dados serão guardados de forma segura de acordo com a Política de Privacidade.

Ao navegar em nosso site você concorda com nossa Política de Privacidade. Ok